Wednesday, March 9, 2011

A parte pobre?



Estes são Glenda e Bob Brown, nossos amigos da igreja. Eles nos convidaram para almoçar no domingo após o culto. E durante a conversa sobre trabalhos voluntários, eu pedi para conhecer a parte pobre de Franklin, que é um subúrbio de Nashville. Então depois do almoço, eles nos levaram para um tour bastante interessante e surpreendente. Enfim, há lugares onde turistas não vão, então eu mostro para vocês! :)
Este é um bairro de casas populares, para famílias em que o pai ou a mãe não possuem emprego.
O governo fornece, luz, aquecimento central, e vale supermercado... Para mim, parece um bairro de classe média, no Brasil.
Cada casa é dividida para duas famílias, este modelo acima já tem 40 anos. Agora o governo está derrubando estas casas e fazendo novas.
Estas são as casas novas, agora é uma por família! 
Eu amei estas casas, fiquei boqueaberta com a infraestrutura que os pobres que moram em estados ricos tem. Imagina tomar um chimarrão nesta varanda... :)
Alguns americanos são contra, pois isso pode incentivar as pessoas a não buscarem trabalho e serem sempre dependentes do governo. Como sempre, educação é a chave para tudo. Os Estados Unidos é conhecido como o País das oportunidades, mas é preciso saber usá-las

                Para terminar o tour, esta é a delegacia de polícia que fica na saída do bairro pobre, para manter a linha, sabe como é que é, né? Não dá para facilitar! hehehehe!


OBS: Este programa funciona em Franklin, subúrbio de Nashville, isto não representa outros estados dos Estados Unidos. Há estados mais pobres e outros mais ricos. 

Ah! Feliz retorno do Carnaval! hehehe

12 comments:

  1. Nossa que interessante, Walesca! Nunca diria que essas casas são dos pobres, quem dera eu viver numa dessas novas!
    Legal saber disso!
    Bjs
    Marilia

    ReplyDelete
  2. Oi, Marília,

    É verdade! Fiquei muito impressionada, se essas pessoas soubessem como são as casas populares em Porto Alegre, ficariam impressionadas...

    beijos, :)

    ReplyDelete
  3. Tudo tão diferente daqui, impressionante!!

    ReplyDelete
  4. oi, Mari!

    Pois é! Fiquei de boca aberta! :)

    ReplyDelete
  5. Tem lugar pior lá sim, em outros estados, por exemplo: http://viagemeua.blogspot.com/2007/12/casas-de-silver-city.html

    ReplyDelete
  6. Ah, sim! claro que tem lugar pior. tem estados muito pobres. Mas como eu escrevi no post, esta parte representa somente o condado de Franklin, não os Estados Unidos.

    ReplyDelete
  7. Waleska, pelo que vc falou, dos seus amigos delá americanos. É claro que eles diriam bem do país deles como bons patriotas que são! Mas não são todos americanos que conseguem essas mordomias como vale-casa, vale-LUZ, vale-alimentação, vale-ETC... Pricipalmente com notícias de hoje, ja tem moradores construindo favelas na Califónia pela crise atual que assombra os EUA. Acho que deve ser muito difícil para eles conseguirem essas modomias vindas de seus governos!

    ReplyDelete
  8. Olá! Sim, concordo com você, mas neste blog estou descrevendo as minhas experiências em Nashville, e não nos Estados Unidos como um todo. Mas claro, para conseguir ter uma casa desta disponibilizada pelo governo deve ser muito difífil e burocrático, não é para todo o mundo. Mas mesmo assim fiquei impressionada com este tipo de moradia. Mas não estou dizendo que em outros lugares seja assim, também. Aqui nos Estados Unidos têm muitas pessoas sem condições, outro dia, um rapaz abordou meu marido para pedir 2 dóllares para comer no Mc Donalds, e ele estava bem vestido, com tenis nike e tudo, quase tirei foto para por no blog. hehe!

    ReplyDelete
  9. As casas populares em Porto Alegre são até melhores que em alguns estados do Brasil, como no norte/nordeste. Vale salientar que os estados do sul em alguns setores estão bem a frente , pelo desenvolvimento sócio- cultural/educacional. As casas do pró-morar são tão pequenas que parecem casas de passarinhos. Mas é isso ahi...cada país, cada américa com sua história. bjs

    ReplyDelete
  10. É verdade Leni! Outro dia descobri que para comprar a casa da Dilma "Minha casa, minha vida" a pessoa tem que ter 30.000 para dar de entrada, e a casa é bem pequenininha...

    beijos

    ReplyDelete
  11. Eu morei no Missouri e vou te contar, a parte pobre era pobre mesmo...dava até pena.

    ReplyDelete
  12. Gostei do Blog. Voltarei para mais leituras.

    ReplyDelete