Saturday, January 7, 2012

Enquanto Benjamin Não Vem!

Estamos na expectativa. Ainda não! Ainda temos dez dias para fechar o prazo.
Mas gostaria de contar um pouquinho de como é ficar grávida em outro país, ou melhor, em Nashville.

Quando descobrimos a gravidez, meu marido Matt estava trocando de emprego, havíamos chegado do Brasil há uns três ou quatro meses e não tinhamos plano de saúde. Então como é um SUS nos Estados Unidos? Para mim foi uma decepção, com apenas 4 semanas de gravidez fui a um hospital público com a minha mãe, o atendimento foi rápido, mas não passei da recepção. Como meu marido não estava oficialmente desempregado, e a nossa renda era suficiente para nós dois, o meu atendimento foi negado. :( Puxa, no Brasil, no SUS somos todos atendidos, sem precisar comprovar renda.

Bem, eu ainda não queria investir muito dinheiro em um hospital particular, que é muito caro para quem não tem plano. (Como no Brasil). Então eu vi um outdoor como este na rua.

Gravida? Assustada? Precisa de ajuda?
Eu, ingênua, liguei para uma destas agências que apoiam pessoas que ficam grávidas sem panejamento. Quando liguei fui super bem atendida, prometeream sigilo absoluto, ultrassonografia, paracia um sonho. Até que quando os detalhes foram aperecendo e expliquei que estava muito feliz com a gravidez, me explicaram que este apoio só era dado para mulheres que optaram pelo aborto. É isso mesmo  A B O R TO! Fiquei chocada, daí me lembrei que em alguns estados o aborto é legalizado. O que eu não esperava era ver que as pessoas que optam pelo aborto tem até mais apoio do que as pessoas que decidem ter um bebê. 

O que mais me chocou, foi o fato do Estado do Tennessee fazer parte dos estados em que o aborto é legalizado, como eu já tinha mencionado antes, o Tennessee é um Estado muito religioso e que faz parte to Cinturão bíblico Americano (  click aqui para ver o post ). Achei super contraditório. E mai contraditório ainda é o fato de muitas pessoas aqui do Tennessee não terem votado em Barack Obama pelo fato dele não ser considerado Cristão e ser a favor da lei do aborto, como se como no governo Bush isso já não acontecia.

Bem, logo o Matt conseguiu se estabelecer no novo emprego e logo pude usar o plano de saúde. Mas a médica só aceita ver a paciente quando esta completar 8 semanas de gravidez. Antes disso, nenhum médico marca consulta. Mais essa!

Benjamin está quase nascendo! Tudo foi providenciado, e portas se abriram, Graças a Deus!
 

7 comments:

  1. Nossa, Waleska! Fiquei impressionada, pois, como tu mesma falou, quem optar pelo aborto tem mais assistência do quem opta por seguir com a gestação. Muito contraditório. Mas graças a Deus, vocês venceram mais esse obstáculo, e o Benjamin está quase chegando.
    Beijão :)

    ReplyDelete
  2. Oi, Joana!

    É mesmo, que coisa esta questão do aborto, né?

    Falta pouco! :) Fique de olho no blog, daqui a pouco vem uma notícia boa!

    beijos

    ReplyDelete
  3. Mas é assim mesmo, amiga... a vida é cheia de contradições. Bom para quem já conhece o caminho e não sofre influências do mundo!!! Deus abençoe vocês.

    ReplyDelete
  4. Oi Amor!

    Que coisa esse seu comentário, é para se pensar, né? Parece que o Brasil já não é tão atrasado não é mesmo? Existem ótimos hospitais voltados para as mulheres aqui em São Paulo, e de graça. Pensei que por ai era muito mais fácil se tratar! Ainda bem o Benjamin já está "garantido" hi,hi... Não vejo a hora de ver a carinha dele Waleska!!!
    Deus os proteja sempre e sempre.
    Bjs,
    Beth Roveri
    (Hoje não deu pra escrever muito pois machuquei os ligamentos do dedinho da mão direita e estou imobilizada, saco!)

    ReplyDelete
  5. Oi, Leni!

    É isso aí! Vivendo e aprendendo, e isso que eu nem falei sobre a pena de morte, prostituição, drogas... Aos poucos eu vou soltando como são as coisas...


    Oi Beth!

    Você é um amor mesmo! Espero que sua mão esteja melhor, imagino que você precise muito dela para continuar fazendo as delícias que você faz.

    Pois é, tratamento médico aqui para quem não tem plano de saúde pode ficar complicado. Eu realmente me assustei. E mesmo com o plano de saúde, eu ainda acho o atendimento muito rápido e um pouco frio. Aqui tempo é dinheiro para os médicos.

    Fique de olho no blog, falta pouco para o Benjamin nascer, viu?

    Melhoras!

    beijos

    ReplyDelete
  6. Que Deus abençoe o Benjamin e vcs mamãe e papai e seja a mão Dele conduzindo o parto para que tudo corra bem com a perfeição e o carinho divinos!!!!!!!!! Sejam muito felizes!!!!!!!!!!!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada pelo carinho, Louise!

      Está quase chegando a hora! :) Estamos ansiosos!

      Beijos,

      Delete