Wednesday, February 6, 2013

Tornados em Nashville



Na semana passada, tivemos um alerta de tornado. Já tivemos outros alertas nos anos anteriores, mas nada tão forte como este último do da madrugada do dia 30 de janeiro.
Eram mais ou menos 2:30 da madrugada quando o alarme do meu celular tocou, isso mesmo, recebemos alerta de tornado pelo celular também. A princípio, pensei em voltar a dormir, pois nunca acho que vai acontecer comigo, mas além do alerta pelo celular, na rua também tem uma sirene para alertar as pessoas, assim podemos ir para um lugar seguro.

Os ventos estavam realmente muito fortes e a chuva estava vindo com tudo. Meu marido acordou, colocou as lentes de contato e foi verificar na internet. Quando ele começou a trocar de roupa, foi que entendi a gravidade da situação. Tinhamos que ir para um lugar seguro, na nossa casa não tem abrigo subterrâneo, que é comum aqui. Então neste caso, o lugar mais seguro é um cômodo da casa que não tenha janelas, isto é, o corredor. Ficamos nós três, eu , meu bebê e o Matt, aguardando o sinal de perigo passar e acompanhando as notícias pela internet.


A tempestade durou cerca de 1 hora, na minha região não houve maiores estragos, algumas casas ficaram sem luz, uma outra casa perdeu o telhado e uma loja de conveniência ficou com maiores danos, ninguém ficou ferido.

Nesta 1 hora que ficamos no corredor de casa, fiquei pensando em quanto a nossa vida é frágil e sem controle. Hoje podemos pensar que temos tudo, mas quando vamos dormir podemos acordar sem nada. Pensei nos jovens que morreram no incêndio em Santa Maria, ainda estava muito abalada com esta notícia, pensei nas mensagens que recebo de meninas que dizem que estou realizando um sonho de estar morando nos Estados Unidos, naquele momento, eu temi por mim e pela minha família e desejei estar no Brasil. Aqui, as pessoas estão acostumadas com estes alertas de tornados e agem naturalmente, faz parte da rotina das pessoas. Para mim, não foi nada divertido, muito menos um sonho.

Penso que desta vez, tudo acabou bem, desta vez escapamos, mas não posso garantir o futuro. Nossas vidas estão na mão de Deus. Ah! Pensei também no aniversário do Benjamin, que bom que pudemos festejar, em abril será o meu aniversário, vou aproveitar e festejar também. Bem depois que o perigo passou voltamos a dormir e tudo voltou ao que era antes, até o próximo alerta!

2 comments:

  1. Oi, minha amiga!
    Puxa, que susto, heim?!
    Mas Deus cuida bem de nós. E espero que não haja o próximo alerta.
    Um beijo e fiquem bem.
    :):):)

    ReplyDelete
  2. Pois é! Desta vez eu fiquei com medo! Este é o preço de morar aqui. Nada é perfeito!

    beijos

    ReplyDelete